Follow by Email

quinta-feira, 28 de março de 2013

Festival de teatro atrai crianças e adultos no Parque do Ibirapuera


Peças gratuitas serão apresentadas em seis cidades da Grande São Paulo.
Mostra acontece entre dias 16 de março e 7 de abril, de sábado e domingo.

Começou neste sábado (16) na Grande São Paulo a sétima edição da mostra Teatro nos Parques, no Parque do Ibirapuera, com o espetáculo "A Fantástica Trupe em… A Princesa Engasgada", baseado no texto "O Médico à Força", do dramaturgo francês Molière. A apresentação atraiu crianças e adultos que passavam pelo local nesta tarde e arrancou gargalhadas até dos pequenos.
saiba mais
VEJA MAIS FOTOS DO FESTIVAL NO PARQUE DO IBIRAPUERA
O evento vai apresentar espetáculos gratuitos aos sábados e domingos em diversos parques da cidade, até o dia 7 de abril. Nesta edição, a mostra reúne 25 companhias de teatro de São Paulo e do interior do estado, com apresentações nas cidades de Cotia, Diadema, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul e São Paulo. A iniciativa é realizada pela Cooperativa Paulista de Teatro e ela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, com apoio da Globo São Paulo.

Grande parte das peças será baseada na literatura e na dramaturgia clássica. Mario Quintana será o homenageado na peça "Conto de Todas as Cores", em que contadores de histórias vão se unir para criar uma narrativa única e inspirada. Poemas de Manoel de Barros estarão presentes na peça "Ruas de Barros". Para as crianças, serão interpretados contos universais do imaginário popular, como "Chapeuzinho Vermelho" e "O Complicado Casamento de Malasartes".

Você encontra a programação completa de apresentações do Teatro nos Parques no site do evento.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/03/festival-de-teatro-atrai-criancas-e-adultos-no-parque-do-ibirapuera.html

Atletas paulistas se preparam no Ibirapuera para o Mundial da Rússia


Os principais representantes do atletismo paulista estiveram neste fim de semana no Estádio Ícaro de Castro Melo para o Torneio FPA Adulto. A competição serviu para os competidores buscarem índices e avaliarem a preparação para o Campeonato Mundial de Atletismo de Moscou.
Um deles foi Ronald Julião do lançamento de disco, que conseguiu 61,73m em São Paulo, sua melhor marca do ano, mas ainda precisa melhorar para conseguir a vaga no Mundial, já que o índice é de 64m.
"Apesar da marca ter sido boa, esperávamos um resultado ainda melhor para o Ronald. Agora ele vai iniciar um trabalho de força e, em abril, embarca para Chula Vista, nos Estados Unidos, para um camping. Com isso esperamos que o atleta chegue ao índice nesse período fora ou logo depois de retornar para o Brasil, em maio", comentou o treinador João Paulo Alves Cunha.

Outros atletas célebres utilizaram o Torneio FPA como preparação para outras competições. Marílson Gomes dos Santos venceu os 5 mil sem dificuldades, mas tem como principal meta no ano correr uma maratona no segundo semestre. Sua esposa Juliana competiu na mesma distância pensando no Mundial de Cross Country.
"Foi a primeira vez na minha vida que corri essa distância, achei gostoso. Posso até entrar em outras provas de 5.000m, não vou fechar esse leque, mas meu objetivo mesmo é disputar os 1.500m num Mundial ou nas Olimpíadas", disse mãe de Miguel, de 2 anos de idade. "O Adauto está me mostrando a possibilidade de correr outras provas, me mostrando do que eu sou capaz. É um trabalho até psicológico. Quando eu chegar nos 1.500 m, minha resistência e minha confiança vão ser outras", completou.
O fim de semana no Ícaro de Castro Melo também foi de testes. A velocista Ana Claudia Lemos, acostumada a correr nos 100m e 200m, competiu nos 400m e ficou com a quarta colocação, com o tempo de 55s90.
"Gostei do tempo e da prova. A chuva atrapalhou um pouco, mas temos que correr em qualquer circunstância. Se estivermos em provas importantes nas mesmas situações já sabemos o que esperar", afirmou a atleta.

Fonte: http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2013/03/atletismo/atletas-paulistas-se-preparam-no-ibirapuera-para-o-mundial-da-russia.html

GCMs vão correr com usuários no Parque do Ibirapuera



Projeto será realizado das 8h às 11h, todas as segundas, quartas e sextas-feiras

A partir de quarta-feira (20), a GCM (Guarda Civil Municipal) não correrá só atrás de bandidos e de quem pratica vandalismo. Às 8h, será lançado o projeto "Corra com a Guarda", em que os agentes atuarão como monitores fazendo cooper com os frequentadores do Parque do Ibirapuera, zona sul de São Paulo. O projeto será realizado das 8h às 11h, todas as segundas, quartas e sextas-feiras. Um efetivo de 16 guardas-civis, formados em Educação Física, estará à disposição dos usuários do parque.

Segundo o secretário municipal de Segurança Urbana, Roberto Porto, também corredor, a ideia é usar o projeto para aproximar a população da GCM.

— Se a população aderir, pretendemos expandir para outros parques da cidade.

A cada meia hora, um grupo composto por um professor de Educação Física e dois monitores percorrerá um trajeto de três quilômetros no Ibirapuera.

— Muita gente vai ao parque e não tem companhia para correr.

Leia mais notícias de São Paulo

Para correr com os guardas-civis, bastará ir até a tenda da corporação, na praça do Porquinho, próximo do Portão 6. Não é necessário fazer inscrição e o número de corredores é ilimitado.

Além de praticarem corrida, os guardas darão orientação aos corredores e farão sessões de alongamento. A grande maioria dos GCMs do parque, um total de 134, deve permanecer fazendo apenas suas funções de proteção ao patrimônio municipal. A ação é uma estratégia para tentar colar a imagem de "Guarda Comunitária", uma das ideais anunciadas na campanha pelo prefeito Fernando Haddad (PT).

Desde que assumiu, a atual gestão tenta retirar a fama de truculenta da corporação, acusada de agredir moradores de rua no centro e envolvida em brigas com skatistas na Praça Roosevelt. Uma das primeiras atitudes foi trocar o comando da GCM, hoje sob responsabilidade de Eduardo de Siqueira Bias. Ele e o secretário Roberto Porto participarão da corrida inaugural.

Exotismo

Especialista em segurança, o coronel José Vicente da Silva discorda que esse tipo de ação aproxime a GCM da comunidade.

— Não vejo nada a ver com a trabalho profissional da guarda, um exotismo sem resultado. Só se melhora a relação com a população no exercício da própria função.

Já o presidente do Sindicato dos Guardas-Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo, Carlos Augusto de Souza, afirma que a ação pode ajudar a quebrar a desconfiança em relação a membros da corporação.

— Talvez seja uma semente de um policiamento comunitário, no sentido de trazer a população para se aproximar da instituição.

Com a GCM desprestigiada, nos últimos seis anos, mais de 1,5 mil integrantes deixaram a corporação.

Fonte: http://noticias.r7.com/sao-paulo/gcms-vao-correr-com-usuarios-no-parque-do-ibirapuera-19032013

segunda-feira, 4 de março de 2013

MAM abre inscrições para cursos livres no Ibirapuera


O MAM (Museu de Arte Moderna) está com inscrições abertas para os cursos livres. As aulas abordam diversos temas, como fotografia, desenho, arte e cultura contemporânea, entre outros. Os professores são experientes e conhecidos na área e têm como objetivo aprimorar as técnicas e conhecimentos dos estudantes.
Todos os cursos terão início na semana que vai de 11 de março a 15 de março. O aluno participará e um encontro semanal. A duração total das aulas é de quatro meses.
O MAM fica no portão três do Parque do Ibirapuera. Para mais informações, ligue para 5085-1312 ou escreva para cursos@mam.org.br.

Fonte: http://www.dgabc.com.br/News/6011838/mam-abre-inscricoes-para-cursos-livres.aspx

A temporada de verão 2013/2014 da SPFW no Ibirapuera


SPFW: veja o que deve rolar nas passarelas

A temporada de verão 2013/2014 da SPFW traz o evento de volta ao prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Evento acontece de 18 a 22 de março.

Dentre os astros internacionais cotados para o evento, está Paul Walker, do filme "Velozes e Furiosos". O ator deve desfilar pela Colcci, que nas edições anteriores trouxe Ashton Kutcher.

Tendências como cortes retos, estampas digitais, xadrez, símbolos religiosos e influência do tropicalismo prometem aparecer nas peças das grifes.

Os desfiles acontecem de 18 a 22 de março.

Fonte: http://www.cenariomt.com.br/noticia.asp?cod=273186&codDep=7

No Ibirapuera, duas exposições trazem os ares do Vaticano



Obras estão na Oca do Ibirapuera, até 31de março, e no Museu de Arte Sacra, até 7 de abril

Em meio à renúncia de Bento XVI, São Paulo está com duas exposições abertas relacionadas ao Vaticano: Esplendores do Vaticano - Uma Jornada Através da Fé e da Arte, na Oca do Ibirapuera, e A Cátedra de Pedro: As Medalhas Contam a História, no Museu de Arte Sacra de São Paulo.

A mais recente é a do Museu de Arte Sacra, onde estão expostas cem medalhas papais. As peças selecionadas integram um acervo de cerca de 1,1 mil medalhas que pertencem à coleção numismática do museu, formada por 8.527 peças (medalhas e moedas).

Segundo Maria Inês Lopes Coutinho, diretora executiva do museu e curadora da exposição, desde outubro os funcionários catalogavam e fotografavam o acervo de medalhas e moedas, mas não havia uma previsão de exposição porque o trabalho é demorado - até hoje, cerca de 500 peças foram catalogadas.

Mas, no meio do Carnaval, ao saber do anúncio da renúncia de Bento XVI, Maria Inês decidiu montar a exposição. "Era a hora ideal para mostrarmos pelo menos parte do nosso acervo. A montagem foi feita em cinco dias."

O recorte inclui as principais peças, feitas em ouro, prata e bronze, que formam uma linha do tempo representada por 59 papas, entre os 265 que a Igreja teve. As medalhas e moedas foram produzidas no Vaticano e representam vários períodos, de Antero (que ocupou o cargo em 235) a Paulo VI (que assumiu em 1963). De um lado da medalha há o rosto do papa em questão; do outro estão fatos históricos.

O museu não tem medalhas referentes ao papado de João Paulo II, por isso expôs moedas que foram dadas ao museu pelo cardeal d. Cláudio Hummes. A medalha referente ao papado de Bento XVI foi doada na quarta-feira para integrar a exposição.
 
Oca
 
Maior e há mais tempo aberta ao público, Esplendores do Vaticano reconta a história da Igreja por meio de réplicas e originais de obras de arte sacra, além de uma coleção de artigos históricos e litúrgicos que pertencem ao acervo do Vaticano e estão sendo exibidos pela primeira vez, como uma Pietà em baixo-relevo, de Michelangelo, e A Deposição do Sepulcro, de Giorgio Vasari.

A exposição passou pelos EUA e chegou ao Brasil em setembro, com duas alas inéditas: uma projeção virtual em 360 graus, em que é possível ver detalhes das obras de Michelangelo, e uma coleção de pertences do antecessor de Bento XVI e primeiro papa a visitar o Brasil, João Paulo II.

Nessa galeria, a última da exposição organizada em ordem cronológica, é possível ler um poema de autoria de Karol Wojtyla e "tocar" a mão direita de João Paulo II, encaixando-a num molde de bronze gravado com a mão do papa em 2002. A atração é uma das que mais emocionam os visitantes. "Parece que ele não morreu e ainda está aqui", disse Solange Vale Cabral, de 56 anos, depois de dizer "amém" ao colocar a mão sobre a do papa.

Uma galeria exibe objetos que pertencem a Bento XVI, como seu brasão de armas em bronze e uma miniatura em madrepérola da Catedral de Amã, recebida na viagem à Jordânia, em 2009.

Ainda que não substituam a visita à cidade-Estado, as exposições aproximam o mundo episcopal e ajudam a entender os rituais e a formação de uma instituição de 2 mil anos que nos próximos dias escolherá seu novo líder.

Esplendores do Vaticano. Oca. Parque do Ibirapuera. De terça a domingo (Até 31/3). R$ 20, inteira (R$ 10, meia entrada). 9h às 20h

A Cátedra de Pedro: As Medalhas Contam a História. Museu de Arte Sacra de São Paulo. De terça a domingo (Até 7/4). R$ 6, Inteira (R$ 3, meia entrada) e grátis aos sábados. 10h às 18h

Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=457795

Maracanãzinho, Ibirapuera e Nilson Nelson vão receber jogos do Brasil pela Liga Mundial



Seleção masculina está no grupo A com Estados Unidos, Bulgária, Argentina, França e Polônia

A seleção masculina já sabe onde vai atuar em casa na edição de 2013 da Liga Mundial. Nesta quinta-feira, a Federação Internacional de Voleibol (Fivb) divulgou que o Brasil, quando tiver o mando de quadra, jogará nos ginásios do Maracanãzinho (Rio de Janeiro), Ibirapuera (São Paulo) e Nilson Nelson (Brasília).

Na capital paulista, os comandados de Bernardinho enfrentam a França nos dias 28 e 29 de junho. Em 5 e 6 de julho, contra a Bulgária, os duelos serão realizados no Distrito Federal. Por fim, nos dias 13 e 14 do mesmo mês, o Brasil receberá os Estados Unidos.

Veja mais: Sheilla e Bernardinho são eleitos os melhores do mundo por site italiano

Além das partidas em território nacional, o Brasil vai enfrentar, fora de casa, a Polônia nos dias 7 e 9 de junho, em Varsóvia e Lodz. Uma semana depois (14 e 16), a seleção encara a rival Argentina, em Mar del Plata.

Veja mais: Fernanda Garay é a melhor jogadora da primeira rodada das quartas de final

O grupo B da Liga Mundial tem Rússia, Itália, Cuba, Sérvia, Alemanha e Irã, enquanto a chave C é formada por Canadá, Coreia do Sul, Finlândia, Holanda, Egito e Japão. A Fase Final acontece entre os dias 16 e 21 de julho, ainda em local indefinido.

Com nove títulos, o Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial (Itália tem oito). A última conquista foi em 2010, em Córdoba, na Argentina. No ano passado, em Sofia, na Bulgária, a seleção sequer subiu ao pódio, enquanto em 2011, na cidade polonesa de Gdansk, foi derrotada na final pela Rússia.

Fonte: http://www.ahebrasil.com.br/noticias/2013/02/28/volei/maracanazinho+ibirapuera+e+nilson+nelson+vao+receber+jogos+do+brasil+pela+liga+mundial.html